Dicas de mãe: O que fazer com a ansiedade infantil?

pexels-photo-262103

Você já viu ou passou por aquela famosa cena onde a criança está fazendo o maior escândalo no supermercado? Ou já esteve em uma festa familiar onde a criança estava com os olhos vidrados no desenho do celular? Pois é, essas coisas acontecem e muito!

Com o avanço tecnológico e acesso à informação rápida, as crianças vivem em um mundo onde não precisam esperar por nada. Um exemplo disso é que elas não precisam mais esperar pelo seu desenho favorito, simplesmente assistem quando querem na plataforma que preferem. Por causa disso, as crianças tendem a ficar muito mais impacientes. Nessa idade, fazer birra é um comportamento normal, mas a paciência parece ter virado um artigo de luxo.

Além da questão tecnológica, a formação das famílias atuais também influencia nessa pressa que os pequenos têm para serem atendidos.

Como posso ensinar o meu filhos a esperar?
A primeira coisa que você precisa entender é que não tem fórmula mágica para criar filhos mais pacientes. A paciência da criança precisa ser trabalhada nas pequenas situações cotidianas. Não tente se livrar do seu filho para fazer suas tarefas, quando for ao supermercado, por exemplo, leve ele junto. Explique o que você está fazendo e dê atenção a ele. Muitas vezes, a birra acontece por falta de atenção dos pais.

Importante lembrar que o comportamento da criança nos ambientes que ela frequenta é apenas um reflexo de como ela vive em casa e, claro, de como os pais se comportam. Portanto, não adianta torcer para que seu filho saiba esperar se, em casa, ele tem tudo quando deseja e vê os adultos na maior correria a todo momento. Além disso, é preciso ter consciência de que a paciência precisa ser ensinada.

Eles precisam ter paciência?
Uma criança que é ensinada a esperar se torna uma pessoa mais educada, pois ao entender que o mundo não gira ao seu redor, ela cresce menos egocêntrica e vive melhor em sociedade. Tudo leva tempo e é preciso saber lidar com isso. Criar filhos menos ansiosos também ajuda no aprendizado, já que eles conseguem prestar mais atenção.

A importância do tédio.
É incrível como algumas crianças tem agenda mais lotada do que muitos adultos: Natação, inglês, futebol, judô, balé, etc. É muito bom que a criança esteja envolvida em alguma atividade, mas também é necessário haver um equilíbrio. Seu pequeno precisa aprender a lidar com o tédio e também descansar a mente. Portanto, chegar a um equilíbrio é fundamental e trabalhar a ansiedade aos poucos dentro de casa é um caminho para criar filhos mais pacientes e preparados para viver bem em sociedade.

Fonte: Educar para crescer